Seguidores

sábado, 13 de março de 2010

Quantos anos têm os seus órgãos?

Devido à constante renovação celular, algumas partes do seu corpo podem ter quase a idade de um recém nascido

Fígado: 5 meses.
Graças ao riquíssimo suprimento sanguíneo, ele é conhecido pela incrível capacidade de reparação, o que significa que, durante toda a sua vida, ele pode se dedicar ao seu trabalho: o de eliminar toxinas do corpo. As células do fígado têm uma expectativa de vida de 150 dias. Em bebedores contumazes de álcool, no entanto, as células do parênquima (as mais importantes desse órgão) ficam tão danificadas que ficam necrosadas, condição conhecida como cirrose. E o dano da cirrose é permanente.
Cérebro: a mesma idade que você.
Infelizmente, alguns diriam. A maior parte das células que têm a existência de uma vida estão no cérebro. Nascemos com um número fixo de células nervosas: cerca de 100 bilhões, e a maioria delas não se regenera. Apenas envelhece. Na verdade, perdemos células, razão para o aparecimento de algumas doenças como a demência. Apenas duas regiões do cérebro se regeneram: o bulbo olfativo, que governa o olfato, e o hipocampo, a área do aprendizado.
Coração: 20 anos.
Até recentemente, se acreditava que o órgão não se regenerasse, mas estudo da New York Medical College, EUA, mostrou que ele é equipado com células-tronco que se renovam constantemente, ao menos três ou quatro vezes durante a vida.
Pulmões: 2 a 3 semanasOs pulmões estão permanentemente se renovando, mas a velocidades diferentes. Os alvéolos, onde acontecem as trocas gasosas, têm uma regeneração que leva cerca de 1 ano. As células da superfície, que são uma espécie de linha de defesa do órgão, renascem a cada duas a três semanas.
Olhos: a mesma idade que você.
Os olhos são uma das poucas partes do corpo que não mudam durante a sua vida. A única parte que é renovada constantemente é a córnea. O resto, infelizmente, envelhece. As lentes perdem flexibilidade, por isso pessoas mais velhas têm dificuldade para focar.
Ossos: 10 anos.
Se renovam constantemente, levando cerca de 10 anos para que consigam fazê-lo por completo. Os ossos mais velhos são reabsorvidos por células chamadas osteoclastos e substituídos por células construtoras denominadas osteoblastos. A todo instante, temos, no corpo, uma mistura de ossos novos e velhos, porque a velocidade de reposição varia de acordo com o local onde a matriz óssea se localiza.
Fernando Fischer

3 comentários :

  1. Interessante este texto sobr a idade de nossos orgãos.
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Ótima postagem.
    Adorei saber disso.
    Beijos Lucy

    ResponderExcluir

FITNESS

Selos dos blogs amigos