Seguidores

sábado, 18 de abril de 2015

Dicas infalíveis para não desistir da malhação

Chega de procrastinar! Veja aqui como se livrar de uma vez por todas da preguiça de malhar 
  
 Convenhamos, mesmo sabendo dos inúmeros benefícios das atividades físicas, é difícil - pelo menos para quem é sedentário -  encarar uma rotina firme de exercícios. Desistir da malhação acaba sendo a alternativa de quem não consegue sair da zona de conforto, deixando a saúde e o bem estar simplesmente de lado. 
Mas apesar da preguiça e das muitas desculpinhas que damos para nós mesmos, jogar a toalha nunca é a melhor alternativa.
 Para te ajudar a não se entregar ao cansaço e a fadiga, reunimos aqui dicas importantes para você não desistir da malhação. Ânimo!

Escolha uma academia perto de casa
A melhor academia é aquela que fica ao lado do trabalho ou de casa. Ter que pegar carro ou transporte público já desanima - e muito. 

Alimente-se bem
Se você for para a academia com fome, vai ter menos energia para se exercitar. Comidas integrais são ótimas para dar uma injeção de ânimo!

Playlist animada
Uma boa seleção musical evita que a hora que você passa na academia se torne um tédio infinito. Separe uma lista animada para marcar o ritmo de seus treinos. 
 Uma noite mal dormida resulta em cansaço no dia seguinte – e em falta de energia para fazer qualquer coisa. 

Durma bastante
Uma noite mal dormida resulta em cansaço no dia seguinte – e em falta de energia para fazer qualquer coisa. 

Não dê desculpas esfarrapadas
Não diga que você não sabe se vai “conseguir tempo”. Muito menos passe o compromisso para o dia seguinte. Esse é o tipo de pensamento que acaba boicotando a malhação. 


Tenha sempre hora marcada
Mesmo que a academia permita que você treine em qualquer horário, marque uma hora certa na agenda. É um compromisso que você deve cumprir, sem adiar. 
 
Tire fotos do seu progresso
Tire fotos dos resultados a cada 15 dias. Observar o progresso desde o início dá um super ânimo. 

Comece pelo que gosta
Se você odeia puxar ferro, não comece pela musculação. Faça aulas com música e gente animada - e bonita, para ter colírios motivacionais.
Por Thamirys Teixeira 

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Alongamento diário proporciona relaxamento muscular

Veja os exames que podem ajudar a identificar o melhor treino e dieta para você

Também previnem doenças em consequência de possíveis excessos 
Quanto mais exames você fizer, melhor será sua montagem de treino e orientação adequada por um profissional da área. É o que aponta o profissional de educação física Luis Matsuda, da rede de academias JustFIT. 
 Pensando nisso, perguntamos aos especialistas quais os exames que podem nos ajudar a identificar os melhores treinos e dietas para o nosso perfil. Confira abaixo e, não esqueça: antes de qualquer coisa, consulte o seu médico. 

VO2 Máximo

 O VO2 Máximo é o ponto a que um atleta chega um pouco antes de os músculos se tornarem tão fadigados que ele seja forçado a interromper o exercício. E segundo o profissional de educação física Luis Matsuda, este teste é importante para conhecer melhor o atleta e ter uma maior precisão na hora de prescrever um programa de treinos.
  Natao (Foto: Getty Images)
O VO2 Máximo tem sido utilizado em quem pratica atividades que exigem maior esforço cardiopulmonar, como a natação (Foto: Getty Images)

 "Conhecer o limite de energia metabólica é fundamental para o processo de 'individualidade' na montagem de rotinas e treinos", comenta ele. Atualmente, o VO2 Máximo é um teste muito utilizado por pessoas que praticam atividades como corrida, lutas, remo, natação. "Atividades que exigem maior esforço cardiopulmonar", resume. 

Aferição do Lactado através do lactímetro 

O lactado é um composto orgânico produzido pelo organismo, utilizado como fonte de energia, e a sua concentração no sangue tem sido utilizada como parâmetro de condicionamento físico. Estes parâmetros têm sido utilizados por fisiologistas na avaliação da capacidade de exercício e controle de intensidade do treinamento físico de atletas.

 Exames (Foto: Getty Images)
   Para a análise do lactato basta uma gotinha de sangue em uma fita reagente e o aparelho lactímetro faz a aferição (Foto: Getty Images)

 O exame é simples. "Para a leitura da concentração sanguínea de lactado, usamos o aparelho lactímetro. Este analisa a concentração de lactato em uma gota de sangue, colocada em uma fita reagente", explica o nutrólogo esportista Alfredo D. Landeau Bobadilla.

 Bioimpedância 

O profissional de educação física Luis Matsuda afirma que o exame avalia com alta precisão a composição corporal. "Através deste exame temos condições de traçar metas e objetivos específicos para cada indivíduo, sendo uma rotina de treino ou uma dieta recomendada por um nutricionista", explica ele.
Os principais resultados deste tipo de exame são composição corporal (porcentagem de gordura em relação à musculatura); diagnóstico de obesidade (IMC - Índice de Massa Corporal e RCQ - Relação Cintura-Quadril); massa magra segmentar (mostra a distribuição muscular e o equilíbrio de seu desenvolvimento); gordura segmentada (a quantidade de gordura em cada segmento é cuidadosamente estimada para o controle apropriado da gordura localizada); água corporal; e a Taxa Metabólica Basal (TMB - quanto você gasta em calorias por dia)

 Avaliação nutricional

 É através dessa avaliação que será possível definir o equilíbrio entre as necessidades energéticas e a ingestão de alimentos. "Avalia o estado de saúde, os riscos de deficiências nutricionais, o crescimento e desenvolvimento dos indivíduos e propõe a elaboração de dietas a orientação e acompanhamento nutricional", lista Luis Matsuda. Segundo o profissional, esse exame permite realizar a combinação perfeita de atividade física e um boa alimentação. 
 Exames (Foto: Getty Images)
A avaliação nutricional permite realizar a combinação perfeita de atividade física e um boa alimentação (Foto: Getty Images)

 Calorimetria indireta 

O exame calcula a quantidade de calorias diárias que o organismo gasta em estado de repouso, que é determinada pelo consumo de oxigênio e pela produção de gás carbônico. Este pode ser o melhor método disponível para indicar a necessidade energética do paciente, e também é de grande importância para o trabalho de promoção do ganho, da perda ou da manutenção do peso. 
"O aparelho calcula com precisão quantas calorias o corpo está 'queimando' naquele momento. Cada pessoa tem a sua própria taxa metabólica de repouso. Duas pessoas com mesma idade, sexo, peso e altura provavelmente terão metabolismos energéticos diferentes explica o nutrólogo esportista Alfredo D. Landeau Bobadil
Fonte: GNT

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Fatores Influenciadores do Sobrepeso e Obesidade

Dieta e Atividade Física

O mundo moderno funciona, basicamente assim, exigência de que as pessoas sejam cada vez mais multitarefas e isso significa menos cuidado de si mesmo. Certo? Errado! Os humanos multitarefa só conseguirão assim ser se colocarem a lei número um em prática, cuidar de si para conseguir se manter ativo no mundo moderno. 
 No artigo anterior começamos a falar sobre os fatores influenciadores do sobrepeso e obesidade e o primeiro deles foi o “Equilíbrio de Energia”. Hoje, partimos para o segundo fator, que vem a ser, justamente “Dieta e Atividade Física”.
 A vida moderna impôs necessidades especiais e a dieta saudável, para muitos, nunca existiu. O que sempre houve, foi simplesmente o “matar a fome”. E ai, falar de atividade física nesse contexto, então, se tornou a coisa mais fora de contexto, já que não há tempo. Corre-se demais, exercita-se de menos.
 A rotina consiste em acordar cedo, partir para o computador ou televisão, comer frente a estes “objetos”, passar 12 a 15 horas sentados, divertir-se com jogos virtuais e dormir, mal, diga-se de passagem. O resultado não poderia ser outro: a associação da má alimentação à inatividade física tem produzido em todas as regiões do Brasil e do mundo, pessoas que extrapolam os limites aceitáveis de peso a ponto de desenvolver a obesidade.
 A medida, embora, num primeiro momento até pareça simples, por envolver a busca por alimentos mais saudáveis e o sair do comum e mexer, na verdade, torna-se penosa, pois o seu cerne é mudança de hábitos e isso exige consciência, vontade e determinação para construir uma nova vida. O fato é que se não nos dermos conta disso e não começarmos, ainda que através de coisas simples, tomar esta medida, teremos uma sociedade cada vez mais doente, sem capacidade de se desenvolver e se aplicar as atividades que os tempos exigem e isso se torna um ciclo de insatisfação e derrota pessoal. A solução?
 - Cortar da Dieta os Excessos, os fast food a toda refeição;
 - Mover-se, diariamente. Talvez se estiver consciente de que os passos são para uma vida. Certamente, a simples "receita" de dois pontos, já mudará em muito os efeitos desastrosos do sobrepeso e obesidade na sua vida. 

Sabes treinar com um ViPR?

Sabes treinar com um ViPR?

Anterior step with uppercutO ViPR é um dos mais recentes instrumentos de treino funcional, e consiste num tubo com várias pegas, feito de borracha densa, que permite a realização de um vastíssimo conjunto de exercícios analíticos ou integrados.

Exercício: Anterior step with uppercut (ViPR)

Grupos Musculares: Quadricípites, glúteos, isquio-perónio-tibiais, grande peitoral e deltoide

Descrição: Iniciamos movimento com mãos nas pegas do Vipr. Quando avançamos perna direita para realizar o exercício de afundos, o ombro esquerdo realiza um movimento de flexão, e quando o joelho direito está na sua posição mais baixa o Vipr encontra-se paralelo ao solo, com braço esquerdo à frente do direito. Devemos sempre manter um correto alinhamento musculoesquelético, com posição neutra da coluna.
Nível de dificuldade: Intermédio
 Fonte:  Sport life

domingo, 12 de abril de 2015

Treino funcional para fazer em casa



Treino funcional para fazer em casaO treino funcional vem se destacando entre os demais, pois trabalha todos os músculos e articulações apenas com a força e peso do próprio corpo, com isometria. Ele consegue melhorar o desempenho atlético, estabilidade muscular, equilíbrio, força, coordenação motora, sistema cardiovascular, diminui lesões e ajuda a emagrecer. "Você consegue adquirir todas estas melhoras em um mês de treino. É possível perder até 350 calorias com os movimentos, em menos de uma hora", afirma o professor Luciano Sanchez, da Bio Ritmo.
A modalidade é indicada para quase todo mundo."Temos que tomar alguns cuidados com mulheres grávidas, alunos hipertensos ou que tenham feito cirurgias articulares. Sempre trabalhamos com eles em um limite de frequência cardíaca máxima de 80%. Converse com seu médico para saber se você pode fazer os exercícios, sem limitações", explica o professor.
Ah! Outro cuidado importante: antes de todos os treinos, o corpo precisa de alongamento e aquecimento para evitar leões. "Devemos alongar todos os músculos inferiores e superiores antes e depois dos exercícios, por pelo menos 20 segundos", diz o especialista.
E, sim, o treino funcional pode ser feito em casa! Sanchez, por exemplo, planejou um treino com cinco movimentos. "O aluno perde entre 300 a 350 calorias a cada treino. Ele vai perceber a perda de peso e a melhora de seu condicionamento em um mês", afirma.
Veja agora como fazer os exercícios:
1. Corrida lateral: dar três passos laterais de um lado ao outro, tocando a mão no chão. (1 minuto e 30 segundos).
2. Agachamento. Desça com os braços paralelos, até o glúteo estar na altura dos joelhos em 90°,com a intenção de tocar as mãos no calcanhar (1 minuto e 30 segundos).
3. Polichinelo (1minuto e 30 segundos).
4. Flexão de braços abertos (iniciantes devem colocar joelhos no chão - 1 minuto e 30 segundos).
5. Abdominal remador: deitar no chão estender os braços para traz e pernas para frente. Sente e abrace os dois joelhos (iniciantes fazer o abdominal básico só elevação do tronco - 1 minuto e 30 segundos).
Execute os exercícios fazendo em forma de circuito seguindo a ordem numérica quando fizer os cinco repetir todos por mais duas vezes.
Por Caroline Sarmento 
Fonte: Cyber Diet